Faça parte dessa história

Inscreva- se aqui à qualquer momento,
se deseja ajudar de alguma maneira!!
Email
Nome

Institucional

Propósito

Expandir o Bem Comum
Transformação social sustentável, inclusiva, colaborativa e criativa!

Objetivo Geral Institucional

Percebemos os jovens como sujeitos de direitos e reconhecemos a necessidade de se ter uma política global e articulada que dê conta das diferentes necessidades da juventude, que não se limitam apenas à educação nem à preparação para o trabalho. Esta perspectiva opera com o conceito de desenvolvimento integral dos jovens que, para se efetivar, demandaria a combinação de “processos formativos com processos de experimentação e construção de trajetórias que incluem a inserção no mundo do trabalho, a definição de identidades, a vivência da sexualidade, da sociabilidade, do lazer, da fruição e criação cultural e da participação social”. Nessa direção, nossos programas e parcerias constroem espaços e ações/atividades que permitam a vivência destes jovens promovendo sua formação em habilidades e consciência necessárias para que sejam capazes de pensar e planejar a própria vida a partir de seus interesses aliados a responsabilidade social de cidadãos.

Nossa contribuição é de incidir positivamente nos processos de formação destes jovens e, por isto a constituição de uma equipe de profissionais de diferentes áreas do conhecimento e a definição de uma sistemática de trabalho, que inclui constante reflexão sobre a prática pedagógica e o esforço de nos aproximarmos das questões territoriais candentes e latentes em busca da formulação dos possíveis problemas e, a partir daí, mobilizarmos conhecimentos existentes e aqueles necessários de serem produzidos como forma de enfrentamento dos possíveis problemas que enfrentam.

Foi por investir seus melhores e maiores recursos no desenvolvimento de uma experiência inovadora de educação, comprometida com os jovens afro-brasileiros dos setores populares, que a Associação Bem Comum definiu os seguintes objetivos para o Centro Educativo Acreditar:

Defender a inclusão social no âmbito da educação ao apoiar estudantes selecionados em escolas públicas do ensino médio, localizadas em áreas de altos índices de pobreza e violência da cidade de São Paulo.

Incentivar o acesso de jovens de grupos socialmente desfavorecidos, em especial da população afrodescendente, ao ensino superior e ao ensino técnico públicos.

Constituir grupos de jovens em diferentes situações com relação a vida escolar para vivenciarem processos de formação. Jovens que concluíram o ensino médio, que abandonaram a escola no ensino fundamental ou médio e jovens que ainda cursam o ensino médio.

Constituir-se como um espaço de referencia na zona sul de São Paulo para que jovens possam se encontrar, vivenciar diferentes processos de formação e onde possam intervir propondo processos e encontros de formação de forma mais autônoma.

PROPOSTA

Objetivo Geral

Consolidar um ambiente que ofereça novas situações de aprendizagem para que jovens e educadores se desenvolvam, apropriando-se da cultura, reelaborando suas experiências e visões no/do mundo, se re-posicionando quanto às respectivas inserções sócio-profissionais.

Desenvolver mecanismos para que os jovens possam desenhar projetos de vida;
Contribuir com a formação profissional de educadores do programa, para que atuem como intelectuais reflexivos, o que implica a sistematização de suas práticas pedagógicas coletivas e individuais;
Incentivar os jovens a dar continuidade aos estudos como forma de viabilizar seus projetos de vida;
Estimular o intercâmbio dos educadores e jovens com educadores e jovens de outras realidades institucionais e territoriais, de modo a favorecer a troca de experiências e o conhecimento mútuo sobre outras possibilidades de ação educativa, sobre as variadas formas de vivência da condição juvenil e realização do trabalho pedagógico;

Utilização da leitura e a escrita, assim como outras formas de linguagem, para se informar e aprender, expressar-se, planejar e documentar, além de apreciar a dimensão estética das produções artístico-culturais;

Utilização das tecnologias de comunicação e informação necessárias à busca de informações e à inserção sócio-profissional;

Elaboração de um projeto de desenvolvimento pessoal / profissional considerando as potencialidades e necessidades de aprendizagem pessoais e as características do contexto social imediato e mediato.

Desenho Curricular

Dentro do processo de construção do projeto político-pedagógico do programa, vale ressaltar a etapa construção e validação de um programa curricular, sendo este, desenhado pela equipe de maneira participativa e dialógica, a fim de que o currículo possa ser uma experiência de integração de saberes – compreendendo INTEGRAÇÃO como: o inter-relacionar dimensões ou idéias de modo a construir um todo que faça sentido; INTERAÇÃO como: trocar experiências a partir das vivências próprias e de outros, em novos e outros espaços com objetivo de enriquecer as experiências de vida e a conformação de seus projetos.