Faça parte dessa história

Inscreva- se aqui à qualquer momento,
se deseja ajudar de alguma maneira!!
Email
Nome

Nosso Blog

“Os seres humanos, entretanto, não vivem somente em um meio físico, mas em uma “cultura”, que impregna e transforma seus próprios comportamentos biológicos. Esse meio “cultural” consiste em todo um sistema de sinais, significações, símbolos, instrumentos, artes, instituições, tradições e crenças. O físico e orgânico se fazem agora, eles próprios, sociais. E não apenas sociais, como nas formigas e abelhas, que dispõem de estruturas orgânicas para se comportarem socialmente. Mas, sociais por aprendizagem, por aquisição, por herança social. … As relações dos homens entre si e com o seu meio adquirem um novo nível, dominado por símbolos e “sentidos”, que tem de ser aprendidos e adquiridos, para a necessária integração social.”   Anisio Teixeira

“Quando pensamos e propomos um processo de desenvolvimento humano, uma de nossas crenças é de que o convívio humano nos transforma a todos. Garantir o ambiente seguro de aprendizagem, no qual erros ou acertos são apenas elementos para observarmos nosso desenvolvimento, em intensidade e sentido, e não para julgarmos o que esta certo ou errado. Garantir valores como solidariedade, alteridade, liberdade, respeito, empatia… precisam estar de maneira consciente em nosso processo de aprendizagem.

Só conseguiremos propiciar aprendizagem daquilo que efetivamente nos toca, nos importa, e que fato conseguimos abordar com verdade e inteireza. É muito difícil garantir solidariedade, respeito e comprometimento num grupo no qual tais valores e práticas não sejam ações e reflexões presentes. Conseguiremos transformar a sociedade, no momento em que, os valores de transformação, mais inclusivos e solidários, forem, de fato, comungados por um número significativo de seus membros.

Processos de desenvolvimento transformadores necessitam estar alicerçados pela crença de que a relação com o outro é uma ferramenta poderosa de transformação e autoconhecimento.”

Comentários ( 0 )

    Envie um Comentário

    Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão destacados. *